Que tal ter paz e tranquilidade para repor as energias com beleza e sofisticação? Veja como ter um jardim zen perfeito em casa!

Nada melhor para esquecer os contratempos do trabalho do que ter um ambiente relaxante em casa – mesmo quando temos uma casa empresa para administrar. Nessas horas, repor as energias em um jardim zen pode ser o melhor estilo.

Um ponto a favor é que o jardim zen é um espaço bastante flexível: pode ser de qualquer tamanho e de várias formas, mas alguns elementos são indispensáveis para que o relaxamento seja eficiente.

Também conhecido como jardim japonês, o jardim zen agrega alguns elementos que remetem à natureza, ao bem-estar do espírito e à reposição de energias.

No entanto, esse espaço também deve ser um local de descanso e contemplação, com móveis que congreguem características antiestresse.

Veja como fazer um jardim zen em casa e ter um cantinho muito especial de relaxamento.

Onde fazer seu jardim zen

Para quem não tem muito espaço, o jardim zen pode ser até em miniatura, dentro de casa mesmo, como um jardim de inverno. Nesse caso, a ideia é reduzir as dimensões sem perder as características.

No entanto, o ideal é que seja na área externa, ao ar livre, para que possa entrar em sintonia com as energias interiores e as da natureza ao seu redor.

O importante é que o local escolhido seja calmo e tranquilo, para que possa transmitir a sensação de paz e propicie momentos de meditação.

O que não pode faltar no seu cantinho especial

Alguns elementos não podem faltar no jardim zen, como a areia, que simboliza o mar, plantas variadas e pedras de diferentes tamanhos, que simbolizam as montanhas.

Em um jardim zen na área externa, a ideia é que se interaja com o espaço. Para isso, deve haver caminhos, sempre curvos, entre os elementos.

Esses caminhos devem ser cobertos por areia, com pequenas sondas desenhadas sobre elas com um ancinho. A ideia é que elas transmitam a ideia de movimento do mar.

Também é importante haver água corrente, que pode ser um pequeno lago artificial, uma piscina adaptada ou apenas uma fonte. A ideia é que o barulho do movimento da água leve harmonia e serenidade ao local.

Móveis para o jardim zen

O jardim zen é um local contemplativo, que pode ser utilizado tanto para meditação quanto para decoração da casa, renovando as energias do ambiente como um todo.

Nesse caso, ele deve ter móveis confortáve

is, que estejam inseridos no astral de relaxamento. No entanto, a ideia é interferir o mínimo possível na estrutura do ambiente.

Material dos móveis

Um jardim zen na área externa geralmente fica ao ar livre, por isso os móveis devem ser constituídos por materiais que sejam resistentes ao sol, à chuva, à umidade, etc.

Entretanto, este tipo de espaço remete à tranquilidade e à perfeição das formas da natureza, por isso a decoração deve ser não apenas resistente e durável, mas também confortável e bonita.

Opte por móveis artesanais em fibra sintética, que são confortáveis e duráveis, além de resistentes às intempéries. O ideal é escolher formas minimalistas em cores neutras, evitando ao máximo muita interferência no jardim.

Escolhas devem sintonizar com o ambiente

Há duas formas de inserir a decoração com móveis no jardim zen. Uma delas é dentro do próprio espaço, com lugares para sentar e contemplar sob as árvores ou próximo à fonte d’água, por exemplo.

Nesse caso, os seat garden com trama balaiada, por exemplo, são uma ótima opção. Podem ser espalhados de forma sutil pelo jardim zen e sua textura lembram os movimentos da natureza. Por outro lado, a própria origem do seat garden remete aos jardins orientais antigos.

 Como você tem muita liberdade para escolher a cor da fibra sintética, escolha tons terrosos, que lembram a areia, a terra ou as plantas – como avelã, junco, verde musgo, argila, junco ou palha – ou ainda o oceano – como azul, verde, cinza claro, etc.

Outras boas opções de móveis são as poltronas. Nesse caso, opte pelos designs arredondados, que dão mais fluidez à passagem da energia, como a Ilhéus ou a Porto, por exemplo.

Decoração exterior

No entanto, outra forma de usufruir do jardim zen é criando uma decoração um pouco mais afastada, não exatamente inserida no espaço em si, mas que se beneficie da paz levada pelo visual.

Nesse caso é possível criar um espaço de relaxamento um pouco maior, ainda dentro do mesmo clima. Dois bons exemplos de móveis para um estar com a vista voltada para o jardim zen são a poltrona suspensa e a chaise.

O design orgânico da poltrona suspensa Millennium, por exemplo, tem tudo a ver com a fluidez de energias, assim como as formas arredondadas da chaise Ilhéus, que remete ao conforto e à tranquilidade.

Assim você consegue se conectar com a natureza levando ainda mais beleza e a tranquilidade para a sua casa!

Na loja virtual da Villa Rattan e no Instagram você encontra muitas outras opções de móveis de luxo para o seu jardim zen. Venha se conhecer e se inspirar! 

Deixe uma resposta