Conheça o estilo que é a grande aposta para os novos tempos e reúne 150 anos de admiração mútua entre o Japão e a Escandinávia: o Japandi!

Mais do que nunca, no novo normal o estilo Japandi está criando raízes. A união entre dois mundos – o japonês e o escandinavo – preza pela desaceleração do ritmo de vida, a aceitação do passar do tempo e a valorização das nossas raízes.

Perfeito para esses novos tempos em que estamos vivendo, não? E os móveis da Villa Rattan têm tudo a ver com esse conceito, então que tal conhecer um pouco mais sobre o estilo Japandi e se inspirar para renovar a decoração?

Estilo Japandi chegou para ficar

O mundo está se adaptando ao novo normal, mas algumas tendências que já vinham ganhando força estão se concretizando por terem tudo a ver com o novo estilo de vida que está se formando.

É o caso do Japandi, cujo visual minimalista e funcional, mas ao mesmo tempo zen, quente e relaxante, com toques da sabedoria wabi-sabi (“perfeita imperfeição”).

Se você está se perguntando como os estilos japonês e escandinavo podem combinar sendo de culturas tão diferentes, saiba que esses dois universos se completam magnificamente – e não é de hoje.

Na verdade, esse namoro entre os dois mundos já dura mais de 150 anos, quando designers, artistas e arquitetos escanidavos começaram ir ao Japão em busca de novas inspirações.

Em comum, ambas as culturas valorizam o trabalho artesanal, o uso da madeira como pano de fundo e prezam profundamente a simplicidade.

Como criar com o estilo Japandi

O Japandi reflete um estilo de vida, uma forma de ver o mundo sem pressa, gostando de olhar pelo retrovisor para captar a essência das coisas. Por isso, não é difícil criar uma decoração personalizada, basta seguir alguns passos básicos.

 

  • Valorize os trabalhos artesanais e as texturas 

O Japandi valoriza o trabalho artesanal, as texturas que imprimem aconchego, a exemplo do tricô náutico.

Do wabi-sabi vem a paixão pelo o que não tem muita ordem ou parece imperfeito, como a trama balaiada, pura expressão dos artesãos da fibra sintética, ou ainda o efeito da pátina ferrugem, que remete às imperfeições que formam o aço corten.

 

  • Mantenha a simplicidade e o minimalismo

Uma área de lazer zen não precisa ser vazia. O minimalismo deve estar nos espaços, na fluidez dos caminhos, na combinação orgânica de linhas curvas e retas em poltronas e mesas, na discrição do design elegante e diferenciado na simplicidade.

A ideia é não acumular objetos decorativos, mas escolher vasos, móveis, luminárias e até lâmpadas pelo design.

 

  • Puxe a natureza para perto

O estilo Japandi valoriza a vida em sua forma pura, por isso os ambientes devem ser pontuados pela natureza: paredes forradas com painéis de madeira, plantas diferentes em vasos de terracota, mesa com tampo de madeira de demolição – que também remete ao conceito wabi-sabi. A natureza deve estar presente tanto na área externa quanto na interna.

 

  • Cores são um divisor de águas 

No quesito cores o Japandi acaba encontrando dois cursos que fluem com igual intensidade.

Assim, quem se identifica mais com o estilo escandinavo tende a uma paleta neutra, pontuada pelos tons de forma intensa. São os brancos, esbranquiçados, beges, rosas pálidos e cinzas claros.

Já quem se apega mais ao japonês segue a linha oposta, com grandes volumes de cor intensa.

Ambos, no entanto, fluem para um lago em comum: os tons naturais, formados pelos azuis, ocres, castanhos, verdes e ameixas, incluindo ainda o preto.

No meio termo, procure misturar tons claros terrosos do estilo escandinavo com os escuros, como carvalho ou nogueira, da influência japonesa.

 

  • Use os acessórios funcionais 

Para fazer sua decoração Japandi, é preciso atenção na hora de escolher os acessórios. O estilo preza pelos acessórios funcionais, como os seat garden, que servem tanto como assentos como mesas de apoio em todos os ambientes da casa.

Da mesma forma, inclua a imperfeição do wabi-sabi no conforto escandinavo também nos acessórios, com mantas e almofadas em tecidos naturais rústicos ou com texturas contrastantes, por exemplo, em sofás e poltronas, espreguiçadeiras, e chaise longue da área externa.

Já nos ambientes internos, quebre a frieza do concreto e dos metais com cortinas e tapetes, que ajudam a aquecer o clima.

 

  • Aposte na decoração autêntica 

Como reflexo de um estilo de vida, o Japandi preza pela decoração autêntica, com coisas de valor. Opte por móveis com materiais duráveis, como a fibra sintética, que têm estilo e agregam valor; objetos com história; e tramas que prendem o olhar e envolvem, despertando a sensação de conforto e aconchego na área de lazer.

Então, se identificou com a tendência?

Então aproveite para conhecer todos os móveis artesanais em da Villa Rattan e se inspirar para criar sua decoração personalizada!

Deixe uma resposta