Conheça as principais características de um vaso vietnamita legítimo e não se deixe enganar por imitações!

Ex-colônia francesa, o Vietnã guarda surpresas maravilhosas. As belezas naturais, por exemplo, são estonteantes e se mostram em praias, desertos e montanhas, mas as delícias gastronômicas e culturais não ficam atrás. Uma das tradições mais antigas é a fabricação de vasos, valorizados no mundo inteiro – e, por isso mesmo, também muito copiados. Só que o vaso vietnamita legítimo tem características muito próprias, que o tornam ainda mais especial.

A técnica com que são produzidos artesanalmente é passada de geração em geração. Ela é única e produz peças que, além da estética impecável em várias linhas, são super resistentes.

Como são considerados diferenciais decorativos de luxo, muitas pessoas acabam tentando lucrar com vasos que procuram imitar os vietnamitas.

No entanto, a diferença gritante da qualidade mostra o quanto essa tradição milenar de produção de vasos merece ser devidamente valorizada. 

Por isso, se você faz questão de um alto padrão na sua decoração, fique atento. Fique por dentro dos segredos para reconhecer um vaso vietnamita legítimo e não se deixe enganar!

Vasos esmaltados não são vietnamitas

Esse é um ponto polêmico, porque os vasos esmaltados são muito conhecidos ao redor do globo. Como são os mais comuns, acaba havendo uma tendência a achar a peça, só por ser esmaltada, é um vaso vietnamita legítimo.

A diferença é que, os Vasos Vietnamitas Legítimos são vitrificados, e não, esmaltados.

Com isso, muita gente acaba comprando gato por lebre e levando itens de baixa qualidade para casa por um valor não merecido. Assim, é importante saber que vasos esmaltados não são vasos vietnamitas legítimos, e também é preciso ficar bastante atento a várias outras características.

Atenção à coloração da argila

Há vários tipos de argila, que têm cores diferentes de acordo com a região que é encontrada: preta, branca, verde, amarela, vermelha ou cinza. Essa diversidade de cores acontece de acordo com os tipos de minerais contidos.

No Brasil e na China, por exemplo, a argila costuma ser bem avermelhada porque possui alta concentração de óxido de ferro.

Já no caso do Vietnã, a argila tem uma alta concentração de mica, uma denominação usada para um grupo de minerais e que deixa a argila com uma coloração clara e acinzentada.

Como o material cerâmico com o qual os vasos vietnamitas legítimos são produzidos é a argila aquecida a altíssimas temperaturas, eles têm essa coloração cinza clara em seu interior, onde a pintura não pega.

Coloração não é totalmente uniforme

Outro ponto importante para distinguir um vaso vietnamita legítimo é a coloração – e ela está diretamente relacionada à técnica artesanal com que são produzidos.

Na verdade, os artesãos vietnamitas não usam uma tinta pronta. O processo de coloração é composto por uma mistura de elementos que dão o tom desejado e que é fundida à cerâmica.

Dessa forma, a cor do vaso é decorrente da exposição do material às altas temperaturas do forno à lenha – e que podem chegar a 1.300ºC.

Só que o forno não mantém exatamente a mesma temperatura durante todo o tempo. Assim, conforme ela varia ao longo do período em que os vasos estão lá dentro, a cor também sofre variação em alguns pontos.

Esse, aliás, é mais valor agregado ao vaso vietnamita legítimo: um nunca é igual ao outro, ou seja, cada um é exclusivo.

A coloração é visivelmente única

A coloração dos vasos não é uma pintura industrial, ela vem da própria argila vietnamita, rica em mica, que, ao ser aquecida, reage com os outros minerais, gerando cores únicas e belíssimas. ⠀

Como é obtido o efeito vitrificado dos vasos vietnamitas?

Este efeito vitrificado das nossas peças decorre da adição de areia ou sílica à argila vietnamita, que no processo de cozimento em fornos que atingem até 1.300ºC por períodos de 3 a 4 dias, glassurizam a superfície, criando a textura “envernizada”, ressaltando não só a cor, mas criando uma resistência inigualável dos vasos, fazendo-os perfeitos para ambientes internos e externos.

Espessura dos vasos e a textura das bordas são características

O vaso vietnamita legítimo também tem praticamente o dobro de espessura do que os demais. Isso acontece porque são produzidos em moldes – e não tornos, como os de outras procedências – e cada molde recebe várias camadas de argila em seu interior.

Com isso são também muito mais duráveis, funcionais e versáteis, tanto que os vasos vietnamitas da Organne comercializados pela Villa Rattan também podem ser utilizados como fontes e lareiras ecológicas.

Essa espessura faz com que as peças sejam especialmente indicadas para as áreas externas, já que assim como os móveis de fibra sintética, são resistentes às intempéries.

A textura das bordas também é outra forma de reconhecer um vaso vietnamita legítimo, porque a coloração é feita até parte da área interna.

Como com o tempo os chineses também passaram a produzir vasos premium em moldes, a borda na coloração da argila é uma de suas peculiaridades mais marcantes, os diferenciando dos vasos vietnamitas legítimos.

Agora que você já sabe como reconhecer um vaso vietnamita legítimo, não se deixe enganar por cópias baratas. O valor agregado da peça original é um diferencial que eleva ainda mais o padrão da sua decoração.

Venha conhecer os vasos vietnamitas da Villa Rattan e tenha uma área externa de sonhos!

Deixe uma resposta