Descubra quais as tendências em decoração que devem desaparecer a partir desse ano e inspire-se para renovar sua casa com charme, sofisticação e qualidade!

As tendências em decoração procuram acompanhar a mudança de hábitos e expectativas da sociedade, por isso são renovadas de tempos em tempos.

Na opinião dos especialistas, essa é exatamente a sensação que faz com que algumas tendências pontuais desapareçam de forma gradual, ainda que rápida, a partir desse ano.

O ano de 2020 foi atípico, com o mundo sofrendo mudanças bruscas por causa da pandemia, com reflexos profundos no estilo de vida. As áreas externas foram ainda mais valorizadas, assim como a preferência por espaços multifuncionais, casas mais integradas ao ar livre e predileção por objetos e móveis mais flexíveis e duráveis.

Claro que ninguém precisa estar na moda o tempo todo – e o ato de escolher móveis deve refletir opções pessoais. Mas muito provavelmente em algum momento da vida você já olhou para alguma parte da decoração da sua casa e percebeu que ela não refletia mais sua forma de ser e pensar.

De uma forma geral, no entanto, todas essas transformações fizeram com que o consumismo por vaidade desse lugar a ações mais saudáveis, tanto para os moradores quanto para a natureza que os cerca. 

Então nada de pressa. Decorar aos poucos tem muitas vantagens, entre elas ter mais tempo para descobrir seu estilo próprio de verdade.

Assim, principalmente nas áreas externas, as tendências em decoração passam a refletir um modo de viver mais sustentável, com a valorização do que é perene, elegante e aconchegante ao corpo e aos olhos.

Tendências em decoração para se despedir a partir desse ano

1 – Espaços padronizados

As tendências em decoração apontam o caminho contrário aos espaços padronizados, aqueles que parecem saídos de uma vitrine de loja.

Hoje a ideia é que a escolha dos móveis reflita a personalidade dos moradores, seus hábitos e estilo de vida, fugindo das composições impessoais e monótonas.

Use as imagens, vitrines e revistas virtuais como ponto de partida para fazer sua própria produção, criando ambientes diferenciados e únicos. Opte por móveis que possam ser personalizados e que já saiam da fábrica com as suas escolhas, como os móveis artesanais de fibra sintética.

2 – Móveis espelhados

O uso de espelhos sempre foi uma das grandes tendências em decoração, principalmente para dar sensação de amplitude aos espaços pequenos. No entanto, manter a superfície reflexiva na superfície de mesas de centro e objetos já está com os dias contados.

Para aumentar a ideia de espaço, troque os móveis maciços espelhados por móveis com tramas e texturas, que tornam os ambientes mais leves.

Alguns bons exemplos são a poltrona Benfica, em corda náutica tecida em trama balaiada e pés palito; a cadeira Amazônia, em trama estaiada cruzada; e o sofá Fernando de Noronha.

3 – Salas e ambientes formais

A formalidade excessiva é outra das tendências em decoração que deve desaparecer a partir desse ano. As pessoas passaram a ter suas casas como o lugar em que passam mais tempo, cada vez mais comumente transformada em casa empresa, home gym, etc.

Dessa forma, ambientes que têm apenas um propósito tendem a perder sua razão, caindo a formalidade marcada por funcionalidades bem definidas para cada espaço.

O home office, por exemplo, deve ser produtivo, porém com móveis funcionais e confortáveis que permitam a utilização do local também como estar, sala de TV, etc em outros momentos do dia.

4 – Cozinhas na cor cinza

A verdadeira onda de cozinhas praticamente monocromáticas na cor cinza também deve se desfazer a partir de 2021. Para os especialistas, o ano deve refletir cores mais alto astral em contraponto aos acontecimentos de 2020 que ainda estão se desdobrando com a pandemia.

Cores mais ousadas já começam a ganhar cada vez mais popularidade tanto nas cozinhas quanto na área gourmet, através de cadeiras, como a Juréia Balaiada, que oferece 18 cores de fibra sintética, as banquetas Santorini e Roma, ou mesmo nos seat garden que funcionam como apoio.

A própria escolha da Pantone para a dupla da Cor do Ano 2021 mostra essa tendência em decoração: o Ultimate Grey (Pantone 17-5104), um cinza azulado prático e sólido que é iluminado pelo Iluminating (Pantone 13-0647), um amarelo vibrante, alegre e caloroso que cintila vivacidade.

A ideia, de acordo com a empresa, é expressar uma mensagem de positividade apoiada pela força e pela moral, passando resiliência e esperança.

5 – Ambientes all white

O mesmo vale para os ambientes internos all white, verdadeira mania principalmente para os cômodos mais íntimos, como os quartos. A cor volta a despertar interesse de forma bastante sólida, não só nos móveis de fibra sintética das áreas externas, mas também nos espaços internos.

A ideia é combinar diferentes texturas e padrões de cores claras, com o uso pontual de cores sólidas e estamparias em almofadas, colchas, mantas, cortinas, tapetes e até abajures.

6 – Móveis iguais em um mesmo cômodo

Escolher móveis iguais, do tipo conjunto, deve ser uma tendência em decoração com um fim bastante certo em 2021.

Hoje a grande variedade de móveis ofertada pelo mercado torna os famosos “conjuntinhos” cada vez mais obsoletos no design de interiores e de áreas externas.

O crescimento cada vez mais sólido dos móveis de fibra sintética no mercado com todas as suas possibilidades de personalização torna estes móveis de luxo a grande tendência do design, levando para dentro de casa a qualidade e a beleza que até pouco tempo atrás ficava restrita à área de lazer.

E então, não está na hora de rever seus conceitos e abandonar de vez algumas tendências em decoração? Use sua criatividade e bom gosto para criar seus móveis de fibra sintética individualizados e tenha ambientes totalmente exclusivos!

Inspire-se nos espaços criados que você encontra no Instagram da Villa Rattan e aproveite para conhecer muitos outros móveis da nossa loja online!

Deixe uma resposta