Veja como o vaso certo pode agregar valor estético e funcional à sua área de lazer e descubra como fazer a melhor escolha!

Todo mundo gosta de ter a decoração da área de lazer elogiada, mas nem todo mundo percebe a importância de determinados acessórios na hora de criar diferenciais estéticos. É o caso dos vasos para área externa, cuja sensibilidade na escolha pode mudar completamente a percepção do ambiente.

Criar uma ambientação bonita, aconchegante, funcional, prática e de qualidade nem sempre é fácil. É preciso escolher os itens com calma e aos poucos, analisando vários aspectos além da beleza de cada peça.

É preciso que os elementos se conectem, conversem entre si para criar um clima personalizado e que faça sentido. Os vasos, por exemplo, devem estar inseridos no contexto, na alma da decoração e em harmonia com os móveis para área externa.

Por outro lado, os vasos podem assumir diversas funções: para abrigar plantas, guardar objetos, como fonte de água corrente, lareiras ecológicas ou ainda meramente decorativos, criando pontos de interesse em meio à decoração.

Assim como os móveis de fibra sintética para a área externa, os vasos que ficam ao ar livre também devem ter características especiais de durabilidade. Apenas dessa forma é possível valorizar seu investimento e manter a composição do ambiente por mais tempo.

Veja essas dicas para escolher os melhores vasos para a área de lazer e descubra como fazer da sua casa um lugar ainda mais especial.

1 – Use os vasos para marcar presença na área de lazer

Áreas de lazer em tons neutros devem ter toques de cor para dar mais alegria ao ambiente. O ideal é optar por acessórios coloridos pontuais para criar uma sensação de alto astral elegante.

Assim como seat garden, os vasos são perfeitos para criar uma atmosfera sofisticada. A dica aqui é escolher vasos de cerâmica vitrificada, como os famosos vasos vietnamitas.

O modelo Gênova azul, por exemplo, cria um destaque decorativo que personaliza a área de lazer. A cor induz ao relaxamento, sendo perfeita para um ambiente de tranquilidade.

No tamanho G, com 75 cm de altura e 62 cm de diâmetro, o vaso vietnamita Gênova é perfeito para abrigar plantas altas, como uma palmeira ou bananeira, dando um toque tropical ao espaço.

2 – Considere o tamanho e a proporção dos vasos em relação ao ambiente

Para escolher os melhores vasos é importante considerar que o tamanho da peça deve ser proporcional ao ambiente. Áreas externas com piscina e jardim, ou mesmo ambientes internos com o pé direito alto, comportam bem vasos maiores.

Já espaços reduzidos devem receber vasos menores – o que não significa menos luxuosos. O conjunto Itália por exemplo, é uma excelente escolha.

Ele engloba quatro vasos vietnamitas no tamanho PP, P, M e G, que podem ser dispostos pelo ambiente de forma harmoniosa, ou dispostos juntos, criando um pequeno jardim.

A coleção é formada por bacias, que são vasos rasos e baixos, ideais para áreas externas de dimensões reduzidas, pergolados, varandas e áreas gourmet.

Oferecidos em duas cores, creme e magma, ficam bem em praticamente qualquer tipo de decoração, levando mais estilo e requinte aos ambientes.

3 – Cuidado na escolha do material

Outro fator importante na escolha dos vasos para a área de lazer é em relação ao material. Há muitos deles no mercado, dos plásticos ao cimento, mas é preciso ficar atento a alguns detalhes.

Os vasos para a área de lazer devem ser resistentes às intempéries, mas não apenas em relação à integridade de sua estrutura. Eles devem também manter sua cor e aparência originais intactas mesmo estando expostos ao sol e à chuva, como os famosos vasos vietnamitas.

Produzidos de forma totalmente artesanal com uma técnica exclusiva e ancestral do Vietnã, esses vasos têm tanto uma alta resistência da cerâmica quanto do esmalte, que nunca descasca.

Por isso os vasos vietnamitas, como o modelo Malta, por exemplo, são a combinação perfeita para os móveis de fibra sintética, mantendo sua área de lazer mais bonita e elegante por anos a fio, mesmo a céu aberto.

4 – Formato do vaso deve estar de acordo com a sua função

É preciso também ficar atento ao formato do vaso, porque ele deve estar de acordo com a decoração, mas também com a sua função. Se a ideia for abrigar plantas, por exemplo, ele deve ser proporcional à estimativa de crescimento da raiz da espécie.

Uma dica é observar o tamanho da copa: o tamanho da raiz é basicamente o mesmo. Quando você senta debaixo de uma árvore aproveitando a sombra, na verdade você está acima da raiz, que ocupa basicamente o mesmo espaço da copa.

De qualquer forma, o ideal é perguntar a estimativa de crescimento da espécie e a profundidade das raízes para o florista.

Por outro lado, deve-se levar em conta também o estilo decorativo. Para ambientes minimalistas, os vasos devem ter poucos detalhes – sem abrir mão da qualidade, é claro. O ideal são linhas retas, geométricas e cores neutras, como no modelo Berlim.

Já para áreas de lazer decoradas com mais liberdade de expressão, o ideal são os cerâmicos vitrificados, cujos detalhes agregam ainda mais valor ao visual, como o conjunto Líbano.

5 – Crie diferenciais estéticos surpreendentes

Se a ideia é criar um ambiente de requinte, a dica é escolher vasos para a área de lazer que sejam verdadeiras obras de arte.

Dessa forma é possível criar diferenciais estéticos verdadeiramente surpreendentes, seja em nichos na parede, em suportes e prateleiras, ao lado de sofás e poltronas de fibra sintética ou mesmo em cima da mesa de centro.

O conjunto de vasos vietnamitas Premium Bee Nest Bee Atlantis, por exemplo, é uma verdadeira preciosidade, assim como o vaso Premium Hoarding Jar Atlantis e o Premium Congo Atlantis, cuja estética remete ao luxo de eras passadas.

Agora que você já sabe como escolher os melhores vasos para a área de lazer, aproveita e vem conhecer outros modelos dos famosos vasos vietnamitas aqui na Villa Rattan

Deixe uma resposta