O espaço está ficando apertado? Há vários truques de decoração que podem ser usados para dar a impressão de apartamento maior!

A pandemia ensinou para muita gente que a casa deve ser pensada com carinho nos mínimos detalhes, afinal é nela que hoje passamos a maior parte do dia. Com a necessidade de distanciamento por causa da Covid, o desejo de ter um apartamento maior se tornou praticamente um senso comum.

Mesmo no mundo pós-pandemia, muitos hábitos devem permanecer, por isso ter um espaço funcional e que pareça mais amplo é essencial no conforto do dia a dia.

Os móveis, por exemplo, têm papel fundamental nessa transformação. A escolha certa evita desperdício, gera durabilidade, beleza e é capaz até de otimizar o tempo dentro de casa.

Além disso, ao comprar móveis online considerando as funcionalidades e as dimensões dos espaços melhora a sensação de apartamento maior e acarreta mais conforto para toda a família.

Veja algumas dicas para dar a sensação de amplitude aos ambientes e ganhar uma casa muito mais bonita e personalizada.

Soluções dão a impressão de apartamento maior com muito estilo

Apartamento pequeno é sinônimo de praticidade? Nem sempre. Da escolha dos móveis ao uso de alguns recursos, o espaço pode parecer até menor do que é na realidade. Veja como reverter essa situação.

1 – Integre os ambientes que forem possíveis

Hoje a maioria das plantas já contempla sala e cozinha integradas através de um balcão, a famosa cozinha americana. Mas às vezes até essa pequena divisória pode fazer uma diferença considerável.

O balcão com banquetas é lindo e pode facilmente substituir uma mesa de jantar. Mas se quiser um espaço ainda mais amplo, remova o balcão, deixando a área totalmente livre.

Opte por uma mesa dobrável na parede ou crie um caninho na sala com uma mesa bistrô e duas banquetas. Você não imagina como a troca pode ser vantajosa.

Procure integrar todos os ambientes possíveis, melhorando assim a circulação das pessoas e a entrada de ar e luz natural.

2 – Evite o acúmulo de coisas

De tempos em tempos procure fazer uma “limpa” em casa. Ao longo dos anos é normal irmos acumulando coisas – algumas por razões sentimentais, outras apenas por ter.

Livre-se de tudo o que não tem mais utilidade, está quebrado ou é supérfluo. Use nichos, gavetas, baús e estantes apenas para o que realmente importa.

Mas antes de jogar fora, pense na sustentabilidade. Doe tudo o que puder ser reaproveitado – móveis, roupas, eletrodomésticos, livros, brinquedos, acessórios. Lembre-se: o que é excesso para você, pode fazer falta a outra pessoa.

3 – Use espelhos por toda a casa, mas com sabedoria

Os espelhos são um truque conhecido para tornar o visualmente o apartamento maior, mas cuidado com os excessos. Na sala, escolha uma parede estratégica e coloque de cima a baixo. Esse também é um bom recurso para o quarto, banheiro e hall, por exemplo.

Mas cuidado, evite exageros, como os móveis espelhados, que já até foram moda, mas há tempos caíram em desuso. Lembre-se, a ideia é parecer um apartamento maior, não um parque de diversões.

4 – Use cores claras, mas não deixe o ambiente monótono

Todo mundo sabe que as cores claras dão a sensação de amplitude, ajudando a refletir a luz natural. Use-as principalmente nas paredes e no teto, mas deixe a imaginação um pouco mais solta para os móveis.

Os móveis de fibra sintética oferecem uma boa variedade de cores, entre neutros, terrosos, básicos e sólidos. Crie combinações claras, mas interessantes, como cinza com azul ou verde, branco com vermelho, bege com turquesa.

Se fizer questão de uma decoração neutra , eleja toques de cor em alguns pontos: banquetas e almofadas, em uma poltrona especial e no tapete, quadros e seat garden, por exemplo. O importante é não deixar a decoração ficar triste nem opressora.

5 – Saiba escolher o tamanho e a quantidade de móveis

Se o espaço é pequeno, vai parecer menor ainda se estiver entulhado ou com móveis grandes. Eles devem ser proporcionais ao tamanho do ambiente. Há muitos itens maravilhosos menores, como a mesa lateral Pequim ou a Asturias pequena e a poltrona Michigan, por exemplo.

Outro ponto é que a sala não precisa ter a clássica combinação sofá e poltronas. É possível fazer o apartamento parecer maior sem perder o conforto substituindo o sofá por exemplo, por duas poltronas generosas, como os modelos Porto, Coimbra ou Athenas.

Outra combinação que faz sucesso e amplia o espaço é a poltrona suspensa em um canto oposto ao de um sofá. Puffs e seat garden, que são peças menores, podem fazer as vezes de assentos extras quando necessários e ainda servirem de apoio pela casa.

6 – Tenha móveis intercambiáveis

Hoje a palavra-chave da decoração é versatilidade. Já vai longe aquela época em que o móvel da sala não podia ir para a varanda e os do quarto não se encaixavam em mais lugar nenhum.

Procure ter móveis que possam andar por toda a casa, renovando a decoração sempre que desejado e também dando apoio a outros espaços sempre que preciso – inclusive na varanda ou rooftop.

Por isso os móveis de fibra sintética estão tão valorizados na decoração. Além de bonitos e sofisticados, esses móveis de luxo artesanais são muito versáteis, já que são resistentes às intempéries.

Assim, a poltrona da varanda pode ir para a sala, assim como o seat garden dar suporte à varanda a qualquer momento. Dessa forma não é preciso entulhar nenhum cômodo, mas aproveitar os móveis em todos os ambientes do apartamento. Tudo com muito estilo e bom gosto.

Como além de resistentes também são muito fáceis de limpar, acabam otimizando o dia a dia na casa, deixando mais tempo livre para fazer o que você gosta.

Com essas soluções você ganha espaço, tem um apartamento maior visualmente e ainda mantêm a decoração atualizada, renovando o visual sempre que quiser: basta trocar os móveis de fibra sintética de lugar.

Aproveite para descobrir como a decoração influencia no nosso comportamento e inspire-se nos ambientes decorados no Instagram da Villa Rattan!

Deixe uma resposta